Outras plataformas:
15/03/2019 | 23:48:53

Réus por morte de Bernardo são condenados pela Justiça



Após quase cinco anos da morte do menino Bernardo Boldrini, na época com 11 anos, os quatro réus denunciados pelo Ministério Público foram condenados nesta sexta-feira (15). O crime aconteceu em 2014, em Frederico Westphalen, no noroeste do Estado, após a criança receber uma superdosagem de midazolam. O corpo foi enterrado em um matagal. O julgamento começou na segunda-feira (11) no Fórum de Três Passos, na mesma região. 


O pai do menino, Leandro Boldrini, foi condenado a 33 anos e oito meses de prisão em regime fechado. 


Já a madrasta de Bernardo, Graciele Ugulini, foi condenada a 34 anos e sete meses de reclusão, em regime fechado.


Edelvânia Wirganovicz foi sentenciada a 23 anos e 14 dias de prisão, em regime fechado. Evandro Wirganovicz foi condenado a nove anos e seis meses de prisão. Como ele já cumpriu parte da pena, a juíza determinou que o restante da pena será em regime semiaberto.


A leitura da sentença pela juíza Sucilene Engler gerou gritos e aplausos no Fórum. Nenhum dos réus poderá recorrer em liberdade.


 


As penas dos réus:


Leandro Boldrini



33 anos e oito meses de prisão em regime fechado


30 anos e oito meses são por homicídio qualificado (motivo fútil, com emprego de veneno e mediante dissimulação)


Dois anos por ocultação de cadáver


Um ano por falsidade ideológica. 



Graciele Ugulini


34 anos e sete meses de prisão, em regime fechado


32 anos e oito meses por homicídio qualificado (motivo fútil, com emprego de veneno e mediante dissimulação)


Um ano e 11 meses por ocultação de cadáver. 


Edelvânia Wirganovicz


23 anos de prisão, em regime fechado. 


21 anos e quatro meses por homicídio qualificado (emprego de veneno e mediante dissimulação).


Um ano e seis meses por ocultação de cadáver.


Evandro Wirganovicz


Nove anos e seis meses de prisão.


Oito anos por homicídio simples


Um ano  e seis meses por ocultação de cadáver. 


Restante da pena em regime semiaberto


Para chegar ao veredito, sete jurados ouviram as declarações dos quatro réus, argumentos da defesa e acusação e declarações das testemunhas apresentadas pelos dois lados. Foram mais de 60 horas de julgamento. O conselho de sentença, como é chamado o grupo, foi composto por cinco homens e duas mulheres. Para eliminar possível contaminação do voto, os jurados ficam em um hotel isolado, sem contato com televisão ou qualquer outro meio de comunicação. 

Fonte: Rádio Gaúcha
MAIS NOTÍCIAS
Anuncie em nosso site. Clique aqui!

AGENDA

19 de maio de 2019FESTA DA COMUNIDADE LUTERANA BETEL
Local: Lajeado Bonito - Independência
19 de maio de 2019TRADICIONAL FESTA
Local: Consolata - Três de Maio
26 de maio de 2019TRADICIONAL FESTA
Local: Lajeado Silva - Independência
01 de junho de 201915° FILÓ URBANO
Local: Clube Buricá - Três de Maio
02 de junho de 2019 TRADICIONAL FESTA DO PADROEIRO DA COMUNIDADE SÃO JOSÉ ANCHIETA
Local: Consolata - Três de Maio
AGENDA COMPLETA


Rádio Colonial AM - 1460 Khz
Travessa Dr. Bruno Dockhorn, n°18
Centro - Três de Maio/RS
Cep: 98910-000
Fone/Fax: (55) 3535-1022

E-mails
· colonialam@gmail.com
· colonialouvinte@gmail.com (para ouvintes enviarem seus recados)
ENCONTRE-NOS NO FACEBOOK