Horário sem programação!

Polícia

Dono de boate é preso por manter casa de prostituição em Santa Rosa

  • 31/01/2017 - 04:30
Dono de boate é preso por manter casa de prostituição em Santa Rosa
Delegado Vilmar Schaffer investiga a denúncia de cárcere privado (Foto: Arquivo)
O dono de uma boate foi preso em flagrante, em Santa Rosa por manter em funcionamento casa de prostituição, na madrugada desta terça-feira (31).
Por volta das 3h madrugada uma denúncia de cárcere privado chegou até a Brigada Militar, e os policiais fizeram então diligências na boate nde num primeiro momento não conseguiram acesso. Depois de reforço de policiais de Tuparendi e Santo Cristo, os policiais entram no estabelecimento onde resgataram três mulheres que diziam estarem sendo forçadas a permanecer no local.
Diante da denúncia, os policiais conduziram as três mulheres e o dono da boate a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), para os devidos esclarecimentos.
Em entrevista de nossa produção com o Delegado de Polícia Dr. Vilmar Schaffer, que assumiu o caso, ele esclareceu que após ouvir as partes envolvidas prendeu o proprietário da boate por manter em funcionamento uma casa de prostituição, crime previsto no artigo 229 do Código Penal, prevendo pena inafiançável de 2 a 5 anos, sendo o elemento após os trâmites legais, encaminhado ao Presídio Estadual de Santa Rosa.
Quanto a denúncia feita pelas mulheres, de que estariam em cárcere privado, o delegado ressalta que ainda não existem elementos suficientes para ser aceita, o que será a partir de agora apurado em processo investigatório.
Dr. Vilmar, disse ter apurado através dos depoimentos que as três mulheres prostitutas de Santa Maria, por acordo bi-lateral passaram a fazer programas na casa de prostituição, e que durante esta madrugada tiveram um desentendimento com o dono da boate por questões de valores, originando a denúncia delas através da Brigada Militar.  
Ouça a entrevista com o delegado
Fonte: Paulo Marques