Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Polícia

Assaltantes trocam tiros com policiais, três são feridos e presos

  • 24/02/2017 - 09:52
Assaltantes trocam tiros com policiais, três são feridos e presos
Foto: Divulgação
Agentes da Defrec de Erechim monitoravam um grupo suspeito da prática de assaltos a famílias no interior das cidades da região do Alto Uruguai e quando o grupo se preparava para agir na comunidade de Chalé, interior de Erebango, foram surpreendidos pelos policiais.
O trio fugiu com dois carros, um deles furtado na manhã desta quarta-feira, 22/02/2017 em Erechim. Minutos depois de esconder o veículo furtado em uma lavoura atrás da mata o trio se deparou novamente com os policiais. Perseguidos, passaram a atirar contra a viatura policial, mas acabaram alvejados.
Os três homens invadiram uma residência na Vila Chalé, renderam a família e exigiram a presença da imprensa para se entregar. Os policiais convenceram o trio de que entre a comunicação com a imprensa e a chegada ao local, demandaria muito tempo e feridos corriam riscos de não suportarem a espera. Os três acabaram se entregando. O trio foi identificado e são velhos conhecidos nos meios policiais.
Os mesmos foram identificados com as iniciais, C.A.O. (30 anos), que está cumprindo prisão domiciliar; N.L.T. (33 anos), foragido do Presídio de Erechim e W.S., cuja idade não foi apurada, mas aparenta ser o mais jovem deles.
W.S. foi o que sofreu os ferimentos mais graves por tiros desferidos pelos policiais. Uma equipe da secretaria da Saúde de Quatro Irmãos foi ao local prestar socorro para o trio. Os três recebem atendimento médico na Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim e, estão sendo vigiados de perto por policiais.
Um grande aparato policiais foi para a região de Chalé, quando os agentes da Defrec pediram reforço. Cinco equipes de policiais militares de Erechim, policiais civis e militares de Campinas do Sul, Erebango, Getúlio Vargas, Quatro Irmãos, entre outros. Até chegarem ao local, a maioria dos policiais não tinham conhecimento do que tinha acontecido, por conta das dificuldades de comunicação telefônica e de rádio na área.
Postado por Paulo Marques
Fonte: AU Online