Ouça agora

CORRESPONDENTE REDE GAÚCHA SAT

com REDE GAÚCHA SAT

Geral

84% dos eleitores de Três de Maio ainda não fizeram o recadastramento biométrico

84% dos eleitores de Três de Maio ainda não fizeram o recadastramento biométrico
  • 13/07/2017 - 13:25

Os moradores de Três de Maio devem fazer o recadastramento biométrico no cartório eleitoral da cidade. Para isso, é preciso ir até o local, que funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h, na Avenida Alberto Pasqualini, nº 310. O prazo vai até 14 de março. É necessário apresentar documento com foto (carteira de identidade, trabalho, certidão de nascimento ou carteira de conselho profissional) e comprovante de endereço atual - emitido nos últimos três meses. Ao realizar o procedimento, o eleitor atualiza os dados cadastrais e, em seguida, tem a assinatura, foto e impressões digitais coletadas eletronicamente. Ao fim, recebe o título eleitoral atualizado. A procura vem sendo considerada baixa pelo chefe do cartório, Luiz Toebe. Desde maio, quando iniciou o recadastramento o, ele estima que apenas 16% dos vinte mil eleitores do município compareceram ao cartório. A biometria é um método automático de reconhecimento individual. O recadastramento biométrico serve para identificar o eleitor por meio da impressão digital, fotografia e assinatura digital, habilitando-o para o voto após o seu reconhecimento. O recadastramento serve, ainda, para atualizar o cadastro de eleitores. A principal vantagem do sistema biométrico é a segurança, além da atualização do cadastro, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS). Com a identificação biométrica não haverá a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro, tornando assim ainda mais seguro o sistema de votação eletrônico. Estão obrigados ao recadastramento todos os eleitores convocados pela Zona Eleitoral que esteja executando esse procedimento, inclusive aqueles cujo voto é facultativo e já possuem título (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos de idade). Quem não fizer o recadastramento até maio de 2018 terá o título cancelado e não poderá votar nas próximas eleições. O Rio Grande do Sul tem 89 municípios com o recadastramento biométrico em andamento.

Fonte: Reda