Ouça agora

MANHÃ SHOW

com ELISIANE LUDWIG

Saúde

Copatti diz que graças aos indicadores da região Três de Maio ficou na bandeira laranja

  • 28/07/2020 - 10:59
  • Atualizado 28/07/2020 - 12:39
Copatti diz que graças aos indicadores da região Três de Maio ficou na bandeira laranja

A região se mantém na bandeira laranja no mapa do Distanciamento Controlado, tendo, pela terceira vez consecutiva, o recurso apresentado pela Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste aceito pelo Gabinete de Crise, evitando, desta forma, o fechamento do comércio.

Conforme o prefeito de Três de Maio, Altair Copatti, o recurso foi apresentado de forma conjunta pelos 22 municípios da região. Ele explicou que se elaborasse o pedido de reconsideração isoladamente, Três de Maio, inevitavelmente, seria classificado com a bandeira vermelha tendo em vista a piora dos indicadores locais na semana passada com aumento dos casos de Covid-19 e das hospitalizações pela doença.

No recurso encaminhado ao Gabinete de Crise do Governo do Estado a Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste argumentou que a região se encontra em situação de relativo conforto em relação à ocupação de leitos. Mesmo tendo havido diminuição da relação do número de leitos livres por ocupados ao longo do tempo – no final de junho eram 7,29 leitos livres por ocupados –, ainda há 2,88 leitos livres por ocupados. Esse fator foi decisivo para que o recurso da Amufron fosse aceito.

- O que livrou Três de Maio da bandeira vermelha foi a condição da região graças ao aumento da oferta de leitos de UTI. Se fosse considerada a situação particular do município, hoje estaríamos na condição de alto risco de contágio – afirmou o mandatário.

Copatti disse também que os municípios estão discutindo a possibilidade de assumirem, junto com o governo estadual, a gestão do modelo de Distanciamento Controlado. As prefeituras teriam assim mais autonomia na definição de medidas restritivas.

Pela proposta o Estado continuará fazendo o cálculo semanal dos indicadores que compõem o modelo, com a divulgação das bandeiras às sextas-feiras. A grande novidade é que a região classificada como bandeira vermelha, por exemplo, teria autonomia para adotar um protocolo próprio e adotar restrições previstas na bandeira laranja, desde que haja aprovação unânime dos prefeitos.

Segundo o prefeito de Três de Maio, o Distanciamento Controlado precisa ser revisto, pois no momento regiões com população e velocidade de propagação do vírus muito diferentes estão sendo classificadas com o mesmo rigor das bandeiras.

O prefeito também disse que a administração municipal está analisando o fechamento do Parque de Exposições Germano Dockhorn e do Centro Poliesportivo devido às aglomerações verificadas nestes locais nos fins de semana. Além disso, Copatti disse que os prefeitos da região estão discutindo a possiblidade de elaborar um protocolo regional para permitir a prática de atividades esportivas ao ar livre. Cada município teria autonomia para aderir ou não ao conjunto de regras.

Fonte: Redação