Horário sem programação!

Agricultura

Cotação em alta impulsiona venda antecipada do milho

  • 07/08/2020 - 12:58
Cotação em alta impulsiona venda antecipada do milho
Fernando Dias/Secretaria Estadual da Agricultura

A venda antecipada da safra de milho 2020/2021 alcançou, em julho, a histórica cifra de 17% no País, de acordo com levantamento da consultoria StoneX, do Paraná. E, no Rio Grande do Sul, esse índice chega a 25%, de acordo com a empresa.

Apesar de já tradicional no segmento de soja, a venda antecipada ainda era incomum no milho há poucos anos. Agora, com um mercado mais demandado pela indústria do etanol, pelo crescimento das exportações e do avanço das vendas de proteína animal, o grão está entrando em um novo patamar de negócios. As informações são do Jornal do Comércio

Com a estiagem que afetou o Rio Grande do Sul neste ano infligindo quebra de 32 % na safra, a produção local caiu de 5,95 milhões toneladas previstas para 4,2 milhões toneladas. O déficit no Estado, um dos maiores produtores de aves e suínos do País, que já era de 1,5 milhão de tonelada/ano, poderá chegar a 2,5 milhões.

Com a demanda aquecida e a quebra na safra gaúcha, as importações de milho por meio do Porto de Rio Grande, por exemplo, somaram apenas neste primeiro semestre do ano 8,3 mil toneladas. O volume já representa alta de 56% sobre todo o ano passado, quando ingressaram no Estado, especialmente oriundas da Argentina, 5,337 mil toneladas do grão.

Com tanta demanda, de acordo com levantamento da Federação da Agricultura do Estado (Farsul), o preço da saca de 60 kg passou de R$ 30,29 em junho de 2019 para R$41,0 em junho deste ano, um reajuste de 35%.

 

Fonte: Redação