Ouça agora

VOZ DO BRASIL

Economia

Caixa paga auxílio emergencial para beneficiários nascidas em agosto no calendário do Ciclo 2

  • 23/09/2020 - 09:33
Caixa paga auxílio emergencial para beneficiários nascidas em agosto no calendário do Ciclo 2

A Caixa paga nesta quarta-feira (23) uma nova parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para nascidos em agosto que não estão inscritos no Bolsa Família. O depósito em poupança digital pode ser de qualquer uma das cinco primeiras parcelas, dependendo de quando a pessoa teve o cadastro aprovado pelo Ministério da Cidadania.

A partir desta sexta também está liberado o saque da 6ª parcela, com valor reduzido para R$ 300, aos inscritos no Bolsa Família que têm o NIS (Número de Identificação Social) terminado em 5.

A Caixa chama de ciclo cada calendário em que todos os beneficiários do auxílio emergencial (exceto os do Bolsa Família) recebem pelo menos uma parcela, independente de qual seja. Esses cronogramas seguem por ordem do mês de aniversário, começando com os nascidos em janeiro e terminando com os de dezembro.

A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do beneficiário. Na primeira etapa, o dinheiro é depositado em uma poupança digital da Caixa e, nesse caso, os valores podem ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual. A segunda etapa é para o saque do auxílio ou para transferir o dinheiro a outra conta. Está em andamento o Ciclo 2. Esses pagamentos valem para quem se inscreveu pelo aplicativo, pelo site, com a ajuda de funcionários dos Correios, ou que já estava no Cadastro Único, mas não é beneficiário do Bolsa Família.

A parcela depende de quando o cadastro foi aprovado, de acordo com o seguinte critério:

Recebe a 1ª parcela quem se cadastrou com ajuda de funcionários dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho e quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 3 de julho e 16 de agosto.

Recebe a 2ª parcela quem teve o cadastro aprovado em julho e quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho.

Já a 3ª parcela é paga a quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho

A 4ª parcela para os beneficiários que começaram a receber o auxílio em maio

E, a 5ª parcela para os que começaram a receber o auxílio em abril.

Quem já havia recebido a 1ª parcela em meses anteriores mas teve o pagamento reavaliado em agosto volta a receber. Segundo o Ministério da Cidadania, essas pessoas receberão o crédito correspondente a todas as parcelas pendentes.

Fonte: Redação