Ouça agora

VOZ DO BRASIL

Esportes

Thiago Galhardo decide de novo, Inter vence Bragantino e fica a dois pontos do líder

Equipe de Eduardo Coudet voltou a ganhar pelo Brasileirão depois de quatro rodadas

  • 08/10/2020 - 23:01
Thiago Galhardo decide de novo, Inter vence Bragantino e fica a dois pontos do líder
Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação

O Inter contou com uma atuação de gala de Thiago Galhardo para quebrar a sequência sem vitórias no Brasileirão. Com dois gols do artilheiro, o Colorado bateu o Bragantino por 2 a 0 na noite de quinta (8), em Bragança Paulista, e recuperou a vice-liderança do campeonato, que havia sido perdida com as vitórias de Flamengo e São Paulo na quarta-feira (7).

Com ao resultado, o Inter vai a 25 pontos e fica a apenas dois do líder Atlético-MG. O Colorado volta a campo no domingo, às 20h30min, para encarar o Athletico-PR, no Beira-Rio. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Edenilson será desfalque. 

O anúncio da escalação do Inter mostrou que Eduardo Coudet segue firme em suas convicções e que não leva em conta as críticas de torcida e imprensa na hora de montar o time. O treinador argentino promoveu a volta de Zé Gabriel na vaga de Rodrigo Moledo na zaga e escalou o contestado William Pottker ao lado de Thiago Galhardo no ataque. D’Alessandro novamente ficou no banco de reservas. 

O início do jogo mostrou que a estratégia de Coudet era explorar o lado esquerdo da defesa do Bragantino. Foi por esse setor que o Inter procurou atacar desde os primeiros minutos com William Pottker sendo bastante acionado. Se Pottker não correspondia, pelo menos sua presença em campo possibilitava a Galhardo atuar mais próximo da área, e por ali, o camisa 17 tem sido sinônimo de gol.

Em mais uma noite brilhante de Galhardo, o Inter começou a construir a vitória aos 17 minutos. Em jogada que começou pelo lado esquerdo, Boschilia virou para Heitor. O garoto cruzou na medida e Galhardo apareceu às costas de Léo Ortiz para testar sem chances para Júlio César: 1 a 0.

O Bragantino, que até então avançava apenas em contra-ataques, tentou adiantar sua marcação para ocupar o campo colorado. O Inter tinha calma para sair trocando passes desde a defesa e chegou ao segundo gol com uma jogada nesse estilo. Aos 24, a bola saiu de Lomba para Heitor, que tocou em Patrick no meio de campo. 

O volante ainda tabelou com Galhardo antes de avançar em velocidade e cruzar. A bola saiu forte, mas Edenilson aparou no outro lado da área. O camisa 8 levantou na medida para Galhardo novamente cabecear para o fundo das redes e marcar seu 12º gol no Brasileirão.

Vindo de uma sequência de cinco jogos sem vitória, o Inter encontrou a calma que esperava com a vantagem ainda no primeiro tempo. Galhardo até teve a chance de marcar o terceiro, mas acabou chutando fraco e facilitando a vida de Júlio César. O Bragantino apostou em cruzamentos sem levar muito perigo a Lomba. Antes do apito final da etapa inicial, Boschilia arriscou de fora da área e mandou pela linha de fundo.

Com 2 a 0, a única preocupação colorada no primeiro tempo foi em relação a um lance em que Thiago Galhardo sentiu dores no tornozelo. O próprio artilheiro tratou de tranquilizar a torcida na saída para o vestiário. 

— O tornozelo está doendo pela pancada que sofri, mas nada demais. Vou ali e volto, está tudo normal — garantiu.

Galhardo cumpriu a promessa e o Inter retornou para o segundo tempo sem alterações. Como era de se esperar, a etapa final teve o Bragantino se arriscando ainda mais no ataque. A defesa colorada, porém, fazia uma atuação segura para controlar as investidas paulistas. 

O Inter até teve a chance para o terceiro gol aos 10 minutos quando Heitor apareceu bem no ataque. Ele recebeu lançamento de Lindoso e cruzou para Patrick, que chutou por cima.

Maurício Barbieri então resolveu fazer três mudanças de uma vez só no Bragantino.  \O ex-gremista Thonny Anderson, Uillian Correia e Leandrinho foram chamados. Coudet respondeu com D’Alessandro e Rodrigo Moledo, que entraram nos lugares de Galhardo e Patrick. Com Moledo na zaga, Zé Gabriel passou a jogar no meio-campo.

Aos 22, o Inter teve uma má notícia para o jogo contra o Athletico-PR. Edenilson, que estava pendurado, levou amarelo e está suspenso para domingo. Logo depois, Boschilia sentiu e precisou sair dando lugar a Marcos Guilherme. Abel Hernández também entrou na vaga de Pottker. Aos 40, Thonny Anderson deu entrada forte em Edenilson e levou o vermelho. 

O placar, no entanto, já estava definido. Com dois gols do artilheiro Galhardo, o Inter quebrou a sequência negativa no Brasileirão para retomar a vice-liderança.

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH