Ouça agora

MANHÃ SHOW

com ELISIANE LUDWIG

Esportes

Inter leva virada da Católica, mas garante classificação às oitavas da Libertadores

Colorado abriu placar com D'Alessandro, mas foi derrotado com dois gols de Zampedri

  • 23/10/2020 - 05:20
Inter leva virada da Católica, mas garante classificação às oitavas da Libertadores
Staff Images / Conmebol/Divulgação

O Inter confirmou a classificação para a segunda fase da Libertadores. Mas a derrota por 2 a 1 (D'Alessandro fez o gol colorado, Zampedri, os dois dos chilenos) para a Universidad Católica-CHI, fora de casa, deixa um gostinho de quero mais, já que a equipe perdeu a chance de ser primeira do grupo, o que teria ocorrido com uma vitória, já que o Grêmio não ganhou do América de Cali, na Arena. 

Em segundo lugar, o Inter terá pela frente um dos campeões de grupos na próxima fase. O adversário das oitavas de final será um dos oito: Flamengo, Palmeiras, Santos, Nacional-URU, Boca Juniors, River Plate, Jorge Wilstermann ou o Grêmio, primeiro colocado. O sorteio será ao meio-dia desta sexta-feira.

A exemplo do que fez Domenéc Torrent, técnico do Flamengo, adversário de domingo na luta direta pela liderança do Brasileirão, Eduardo Coudet também mexeu bastante no time pensando na partida do campeonato nacional. Apesar de ter levado praticamente todos os jogadores ao Chile, o treinador colorado mandou a campo um time bem modificado. 

Rodinei (por questões contratuais), Cuesta (suspenso) e Yuri Alberto (convocado para a Seleção sub-20) estão fora no final de semana, portanto foram titulares. Além deles, o comandante devolveu Moledo à zaga e completou, do meio para a frente, com Musto, D'Ale, Nonato, Pottker e Peglow.

Aos quatro minutos, após cruzamento da esquerda, Zampedri se esticou e desviou, mas a bola passou ao lado da trave. Aos 17, D'Alessandro recebeu de Yuri Alberto e bateu, mas a conclusão foi no meio, Dituro defendeu. Dois minutos depois, Pinares quase surpreendeu Lomba ao fazer um cruzamento que se revelou um chute a gol. A bola encobriu o goleiro colorado e explodiu no travessão.

Aliás, foram três minutos malucos para Pinares. Logo depois de acertar o travessão, ele fez uma falta forte em Peglow e levou cartão amarelo. Na sequência, o Inter avançou pela direita e conseguiu escanteio. Após a cobrança, Pinares esticou o braço e cometeu pênalti. D'Alessandro, aos 23, bateu e abriu o placar: 1 a 0. Com o resultado paralelo daquele momento, o Colorado assumia o primeiro lugar no grupo.

Mas a ilusão durou dois minutos. Musto foi desarmado no meio-campo, Zampedri avançou e bateu. A bola desviou em Cuesta e enganou Marcelo Lomba. Empate no placar e fim do primeiro lugar. O gol animou os chilenos, que voltaram a incomodar o Inter. Em uma investida, Cuesta cometeu falta, levou cartão amarelo e, por ter sido o terceiro, está fora da partida de ida das oitavas de final. 

— Nós que estamos dando moral para eles — gritou D'Alessandro, em áudio captado pela transmissão. 

De fato, a Católica voltou a assustar com Puch, que deu uma bicicleta na área, aos 32. Lomba, atento, defendeu. O primeiro tempo terminou com os chilenos melhores no jogo, apesar de não levar perigo. 

O Inter voltou sem substituições do vestiário. E o panorama seguiu idêntico ao do final da primeira etapa. A Católica tinha iniciativa e até achava espaço, mas não conseguia assustar. O único chute foi de Lezcano à direita de Lomba. Percebendo, porém, que o time perdia força no meio-campo, Coudet mexeu. Tirou os dois jogadores que começaram a partida abertos dos lados, Pottker e Peglow, colocou Edenilson e Marcos Guilherme. 

A essa altura, o América de Cali havia aberto o marcador na Arena, o que aumentava as chances do Inter de ser primeiro. Desde que, claro, fizesse um gol. Por isso, faltando 20 minutos, Coudet mandou a campo o goleador do Brasileirão, Thiago Galhardo, ainda zerado na Libertadores. Além dele, entrou também Praxedes. Saíram D'Alessandro e Nonato.

Logo depois das mudanças, o Inter quase fez o segundo. Yuri Alberto recebeu na frente, driblou o goleiro e quase sem ângulo chutou a gol. A bola rolou lentamente e Huerta se atirou para salvar, rigorosamente, em cima da linha. A resposta da Católica veio na sequência. Após cruzamento, Puch deixou escapar e Zampedri não dominou, Lomba defendeu.

Yuri Alberto teve outra chance aos 32. Após cobrança de escanteio da Católica, o Inter afastou e Edenilson partiu para o contra-ataque. Ele conduziu, esperou a passagem do centroavante, que recebeu, mas teve um leve atraso no domínio, permitindo que Puch salvasse de carrinho. 

O Inter martelou, tentou, mas não conseguiu fazer o gol que lhe daria o primeiro lugar. Para piorar, Cuesta falhou, aos 43, Puch aproveitou e cruzou. Moledo afastou parcialmente e Zampedri, de bicicleta, fez um golaço para dar a vitória aos chilenos. 

O Inter precisará melhorar na próxima fase. A começar pelo sorteio desta sexta-feira.

Libertadores — 6ª rodada — 22/10/2020

UNIVERSIDAD CATÓLICA (2)

Dituro; Rebolledo, Lanaro, Huerta e Parot; Saavedra, Pinares e Fuenzalida; Puch, Zampedri e Lezcano

Técnico: Ariel Holán

INTER (1)

Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Uendel (Jussa, 33'/2ºT); Musto; Nonato (Praxedes, 25'/2ºT), D'Alessandro (Thiago Galhardo, (25'/2ºT), Peglow (Marcos Guilherme, 10'/2ºT); Pottker (Edenilson, 10'/2ºT) e Yuri Alberto

Técnico: Eduardo Coudet

Gols: D'Alessandro (I), aos 23, Zampedri (U), aos 25 minutos do primeiro tempo. Zampedri aos 43 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Pinares, Huerta, Zampedri, Parot (U), Cuesta, D'Alessandro, Rodinei, Jussa (I).

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, Santiago.

Arbitragem: Mauro Vigliano, auxiliado por Cristian Navarro e Julio Fernández (todos da Argentina).

Próximo jogo

Brasileirão — 25/11/2020 — 18h15min

Beira-Rio

Inter x Flamengo

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH