Ouça agora

REDE GAÚCHA SAT

Trânsito

Colisão entre ônibus de Pelotas e caminhão deixa mortos e feridos no interior de SP

Acidente ocorreu na Rodovia Assis Chateaubriand, região de Parapuã, a 660 km de São Paulo. Ônibus saiu do Pará e seguia para o Rio Grande do Sul

  • 22/12/2020 - 07:43
Colisão entre ônibus de Pelotas e caminhão deixa mortos e feridos no interior de SP
Acidente próximo à cidade de Parapuã deixou mortos e feridos na noite desta segunda-feira (21) - Bill Paschoalotto/TV Fronteira

Um acidente próximo à cidade de Parapuã, a 660 km de São Paulo, deixou 7 mortos e 34 feridos na noite desta segunda-feira (21). Um ônibus que saiu do Pará, com destino ao Rio Grande do Sul, colidiu com um caminhão na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), na região do km 385, informou a Polícia Rodoviária.

Equipes do Corpo de Bombeiros da região trabalharam no resgate das vítimas.

Entre os feridos, 14 foram socorridos em estado grave.
Segundo a Polícia Rodoviária, o ônibus de turismo com placa de Pelotas (RS), iniciou viagem em São Félix do Xingu, no Pará, e seguia para Rio Grande do Sul.

Ainda não há informações sobre o número de passageiros no ônibus, tampouco sobre a identidade das vítimas.

As circunstâncias ou causas do acidente serão investigadas.

De acordo com a Santa Casa de Misericórdia de Osvaldo Cruz, 21 vítimas do acidente foram atendidas na unidade, que fica cerca de 13 quilômetros de Parapuã. Outras vítimas foram levadas para hospitais em Parapuã, Tupã e Marília.

Dos pacientes atendidos em Osvaldo Cruz, seis continuam internados, seis em observação e dois foram transferidos para Marília. Os demais foram liberados.

Na Santa Casa de Parapuã, dez pessoas receberam atendimento médico, três tiveram alta e sete pacientes foram transferidos para Marília.

Em Tupã, a Santa Casa recebeu cinco vítimas e todas continuam internadas.

Ao todo, nove pessoas foram encaminhadas à Santa Casa de Marília. No entanto, a unidade informou à TV Fronteira na manhã desta terça-feira (22) que não poderia fornecer informações sobre pacientes.

Postado por Paulo Marques

Fonte: G 1