Ouça agora

MANHÃ SHOW

com ELISIANE LUDWIG

Saúde

Governo nega recursos, e RS tem 15 regiões em bandeira vermelha na última semana do ano

Outras seis localidades foram classificadas na cor laranja

  • 28/12/2020 - 18:19
Governo nega recursos, e RS tem 15 regiões em bandeira vermelha na última semana do ano
Mapa definitivo foi divulgado nesta segunda-feira - Governo do RS / Divulgação

O último mapa definitivo do modelo de distanciamento controlado de 2020 traz 15 regiões gaúchas em bandeira vermelha. Dessa forma,  76,5% da população está em área de risco epidemiológico alto para o contágio por coronavírus. Outras seis regiões estão em bandeira laranja, de risco médio. A nova classificação vale a partir desta terça-feira (29) até a próxima segunda-feira (4). O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (28).


As regiões classificadas na cor vermelha são Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Ijuí, Lajeado, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Uruguaiana.

Em bandeira laranja, estão as regiões de Guaíba, que se classificou como risco médio pela segunda semana consecutiva, Taquara, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Pelotas e Bagé.
Conforme o governo do Estado, o gabinete de crise optou por indeferir os dois pedidos de reconsideração de Passo Fundo e Cachoeirinha recebidos após a divulgação do mapa preliminar, na sexta-feira (25).

Segundo o Executivo, Passo Fundo teve o pedido negado porque a região tem elevadas taxas de ocupação hospitalar, e elevado quantitativo de registro de hospitalizações por covid-19. Além disso, tanto a região como a macrorregião registram aumento de pacientes internados em UTI para a doença e redução do número de leitos livres de UTI. Já o pedido individual de Cachoeirinha foi indeferido porque o município não atende aos requisitos de zero hospitalizações e zero óbitos por covid-19 nos 14 dias anteriores à apuração.

O sistema de cogestão regional, que havia sido suspenso na primeira quinzena de dezembro, voltou a valer no dia 15 de dezembro. Das 21 regiões covid, 19 estão em cogestão e podem adotar protocolos próprios, elaborados pelas respectivas associações regionais e aprovados pelo Estado. Apenas as regiões de Guaíba e Uruguaiana não aderiram à gestão compartilhada.

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH