Ouça agora

REDE GAÚCHA SAT

Saúde

Oeste de SC tem 100% das UTIs ocupadas e pacientes estão sendo transferidos para outras regiões

  • 15/02/2021 - 09:39
  • Atualizado 15/02/2021 - 09:41
Oeste de SC tem 100% das UTIs ocupadas e pacientes estão sendo transferidos para outras regiões
Reprodução/Internet

A ocupação de leitos adultos alcançou 100% no Oeste de SC, segundo os dados do balanço divulgado neste domingo (14/02) pelo governo do Estado. Na prática, o percentual mostra que não há leitos adultos disponíveis na terapia intensiva em toda a região. Portanto, pacientes que precisarem deste tipo de atendimento continuarão sendo transferidos, como já vem ocorrendo nos últimos dias, inclusive com apoio de voos dos bombeiros. As informações são do site NSC.

O Oeste de SC convive há duas semanas com aumento de casos e um colapso no sistema de saúde. A situação motivou a transferência de pacientes para outras regiões e novas medidas restritivas anunciadas pela prefeitura de Chapecó neste domingo, como fechamento de bares, choperias, cinemas, teatros e museus. Durante a semana, o município já havia adiado o reinício das aulas presenciais, inicialmente previstas para 18 de fevereiro.

O prefeito João Rodrigues confirmou o estágio de colapso e chegou a afirmar que “se você tiver um milhão de reais no bolso agora e precisar internar a sua esposa numa UTI em Chapecó, não vai ter lugar”.

O presidente Jair Bolsonaro, que está de folga em Santa Catarina, fez um pedido de atenção especial à região para o ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello. Bolsonaro também telefonou ao prefeito de Chapecó, João Rodrigues, e ofereceu ajuda ao município, que é o principal da região.

Segundo Rodrigues, o principal apelo feito ao presidente foi por abertura de mais leitos de UTI e de enfermaria em hospitais da região. Em transmissão nas redes sociais neste domingo, o prefeito e o diretor do Hospital Regional do Oeste, Osmar de Oliveira, anunciaram a intenção de abrir mais 28 leitos de UTI na instituição hospitalar.

Chapecó já precisou transferir 121 pessoas para leitos de UTI em outros hospitais. A estratégia de criar mais vagas de terapia intensiva busca evitar essas remoções de pacientes. Neste domingo, o município informou que 73% dos testes feitos na manhã deste domingo deram positivo para o novo coronavírus.

Fonte: Site NSC