Ouça agora

MUSICAL 94,7

Trânsito

Casal natural da região e neta morrem em acidente de trânsito no Paraguai

André e Rosani Petry morreram no início da manhã deste sábado (18) em acidente envolvendo carro e caminhão. Neta do casal também veio a óbito no hospital

  • 19/12/2021 - 10:11
Casal natural da região e neta morrem em acidente de trânsito no Paraguai
Acidente envolveu Kia Sorento, ocupado pelas vítimas fatais, e caminhão que transportava tijolos - Divulgação/Más Encarnación

Um casal que nasceu e viveu durante a infância e juventude no interior de Humaitá e Nova Candelária morreu em um acidente de trânsito no Paraguai. André Elemar Petry e Rosani Maria Petry, ambos de 54 anos, morreram após o veículo que conduziam – um Kia Sorento – bater em um caminhão que transportava tijolos na cidade de Naranjito, a cerca de 140 km de Foz do Iguaçu, no início da manhã deste sábado (18).

A neta do casal, de seis anos de idade, chegou a ser socorrida ao hospital, mas faleceu durante o atendimento. As informações sobre a morte da criança foram confirmadas pela família. Ambos os veículos seguiam no mesmo sentido de direção, no km 143 da estrada “ruta PY06”. André era o motorista do veículo que bateu na traseira do caminhão.

Além do casal, que veio a óbito no local do acidente, outras três pessoas estavam no carro. Uma das filhas do casal, o cunhado e uma das netas foram socorridos ao hospital. A menina não resistiu aos ferimentos. Não há mais detalhes sobre o estado de saúde dos feridos. No caminhão estavam três ocupantes, sendo o motorista de 29 anos e os passageiros de 21 anos e 38 anos.

As informações são do portal de notícias paraguaio Más Encarnación e familiares.

Casal vivia no Paraguai há mais de 30 anos

Conforme relato de familiares, André nasceu em Boa Vista do Buricá, mas residiu durante a infância e juventude na localidade de Sanga Freitas, interior de Humaitá. Rosani é natural da localidade de São Miguel, interior de Nova Candelária. Eles casaram em São Miguel, onde moraram por alguns anos, e posteriormente se mudaram para Naranjito, no Paraguai, onde residiam há mais de 30 anos.

No Paraguai, eles eram proprietários de uma empresa do ramo de eletrodomésticos e móveis chamada Comercial Boa Vista. O velório e sepultamento das vítimas deve ocorrer no Paraguai.

Postado por Paulo Marques

Fonte: Rádio Alto Uruguai