Horário sem programação!

Agricultura

RS aguarda definição do governo federal sobre linhas emergenciais aos produtores

  • 08/02/2022 - 21:26
RS aguarda definição do governo federal sobre linhas emergenciais aos produtores
Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Em Brasília na manhã desta terça-feira (08/02), o governador Eduardo Leite e a secretária estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, se reuniram com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes. A ministra Tereza Cristina participou por videoconferência porque recebeu diagnóstico positivo para Covid-10 na noite da segunda-feira (07/02).

- Nossa vinda ao Ministério da Agricultura é no sentido de reforçar a situação de gravidade do quadro da estiagem no RS. E queremos reforçar a importância das ações do governo federal. Estamos fazendo a nossa parte no que é possível, com investimento de mais de R$ 200 milhões, e execução imediata de programas que financiam e apoiam a construção de microaçudes, a perfuração de poços e a instalação de conjuntos de cisternas e caixas d’águas - disse o governador.

Leite destacou que uma das principais preocupações dos produtores rurais se refere aos financiamentos do crédito rural, já que, não tendo êxito com a safra, terão dificuldade de arcar com o pagamento desses custeios e investimentos. “Parte das lavouras não é protegida por seguro agrícola ou Proagro e, portanto, os produtores vão precisar de linhas emergenciais”, reforçou.

De acordo com o ministério, as tratativas com o Ministério da Economia estão sendo finalizadas e, nos próximos dias, as linhas de crédito emergenciais para auxiliar os pequenos produtores devem ser liberadas.

A secretária Silvana destacou a importância de o governo federal atender os produtores rurais do Estado.

- Precisamos desta união para dar respostas objetivas e rápidas ao nosso meio rural que tanto ajuda a fortalecer a economia nacional. A conta da estiagem ainda chegará, com a previsão de uma colheita muito pequena perto do que havia sido projetado inicialmente - complementou Silvana.

Nesta terça-feira, o Rio Grande do Sul bateu a marca de 401 municípios com decretos de situação de emergência.

Além da secretária Silvana, acompanharam a reunião os secretários Luiz Henrique Viana (Meio Ambiente e Infraestrutura), Ana Amélia Lemos (Relações Federativas e Internacionais) e Luiz Fernando Rodriguez Junior (adjunto da Agricultura) e superintendente da Portos RS, Fernando Estima.

Fonte: Redação