Ouça agora

MANHÃ SHOW

com ELISIANE LUDWIG

Agricultura

Número de produtores de leite diminui 40% no RS nos últimos dois anos

  • 05/12/2019 - 22:48
Número de produtores de leite diminui 40% no RS nos últimos dois anos
Reprodução/Internet
Em quatro anos, o Rio Grande do Sul perdeu 33,53 mil produtores de leite. O número representa recuo de quase 40%. Eram 84,2 mil em 2015, e são 50,66 mil em 2019. 
Os dados fazem parte do Relatório Socioeconômico da Cadeia Produtiva do Leite, elaborado pela Emater e divulgado na manhã desta quinta-feira. Nos últimos quatro anos, o número de produtores encolheu em quase 40%. 
— Esses dados servirão de base para orientar a tomada de ações. Temos redução de produtores, por outro lado, há aumento da produtividade — pondera Alexandre Guerra, presidente do Sindicato das Indústrias de Leite e Derivados do Estado (Sindilat-RS).
Segundo o gerente técnico adjunto da Emater/RS, Jaime Ries, houve aumento de rebanho e produtividade por propriedade, numa média de 1,1 vaca por ano e 19,1 litro/dia de leite. E a produtividade aumentou 165 litros/vaca, a cada ano, desde 2015. 
- Mesmo com a redução significativa do número de produtores envolvidos na cadeia produtiva do leite, o aumento na produtividade se deve ao fato dos pequenos produtores estarem se especializando mais, investindo em tecnologias, equipamentos e instalações, garantindo o conforto e bem-estar animal – explica é técnico.
Ries apresentou as três principais dificuldades apontadas pela maioria dos produtores: 45,21% dos produtores apontaram a falta ou deficiência de mão de obra; 44,89% se mostraram descontentes em relação ao preço recebido pelo leite e 40,72% reclamaram da falta de sucessão familiar.
 
Fonte: Reda