Ouça agora

MANHÃ SHOW

com ELISIANE LUDWIG

Agricultura

Falta de chuva afeta as lavouras de milho

  • 27/12/2019 - 16:11
Falta de chuva afeta as lavouras de milho
Cotribá/Divulgação
A escassez de chuva das últimas semanas tem prejudicado o desenvolvimento das lavouras de milho no Estado. Em alguns casos, o período de estiagem já ultrapassa as três semanas. Em Três de Maio, choveu até agora 59mm em dezembro. A previsão é de temperaturas elevadas e pancadas de chuva nos próximos dias.
O diretor técnico da Emater, Alencar Rugeri, diz que a paisagem do milho secando nas lavouras é desanimadora para os produtores, que investiram em tecnologia. Ele acredita que haverá perdas irreversíveis na safra gaúcha.
- O milho está na fase de florescimento e enchimento de grão, quando mais precisa de água – observa Rugeri. 
A colheita do cereal deve se intensificar no final de janeiro no Rio Grande do Sul.
No caso da soja, segundo Rugeri, a situação é considerada mais tranquila, porém a falta de chuva deixa os produtores em alerta.
O presidente da Associação dos Produtores de Milho do RS, Ricardo Meneghetti, acredita em uma redução de 10% a 15% na estimativa inicial da safra, que era de cerca de 5,4 milhões de toneladas – volume parecido com o colhido no ciclo passado. Segundo ele, o problema decorre mais das altas temperaturas, próximas dos 40 graus, e dos ventos quentes, do que de uma estiagem prolongada. 
A epxecativa é de que o governo anuncie medidas de apoio ao cultivo na Abertura Oficial da Colheita, dias 6 e 7 de fevereiro, em Chiapetta.
 
Fonte: Com informa