Horário sem programação!

Polícia

Alerta: perigoso desafio viral chega a escolas brasileiras e pode causar traumatismos graves

  • 12/02/2020 - 08:17
Alerta: perigoso desafio viral chega a escolas brasileiras e pode causar traumatismos graves
Reprodução
Um vídeo filmado em uma escola de Caracas, na Venezuela mostra um novo desafio perigoso que está circulando pela internet. Há relatos de que a “brincadeira” já chegou ao Brasil — especialistas já estão alertando os pais e responsáveis para os perigos da prática.
Desafio perigoso viraliza entre jovens
O desafio, apelidado do “cráneo roto” ou “quebra-crânio” é feito com a participação de três pessoas. As que ficam na extremidade pulam. Depois, a do meio, que não sabe como o jogo funciona, também pula. Nesse momento, as duas dão uma rasteira no indivíduo desavisado, que cai no chão.Um dos vídeos que viralizou foi gravado no colégio Santo Tomás de Aquino, em Caracas, na Venezuela. A escola confirmou o ocorrido e, em comunicado, afirmou que os alunos envolvidos e seus pais foram convocados para que pudessem tomar as medidas necessárias.Especialistas alertam para perigos de desafio
A “brincadeira” pode ser perigosa, como dá para ver pelas gravações. A pessoa do meio é pega de surpresa e pode bater a cabeça ou outras partes do corpo com bastante força no chão.“Uma ‘brincadeira’ que os amigos podem achar engraçado, que não tem nada de mais… mas que na verdade pode levar a um traumatismo craniano e até morte! Super sério! A crianças e adolescentes fazem porque não têm noção do perigo”, explicou a médica Erica Mantelli em seu Instagram
Federico Baena, dentista que vive na cidade de Querétaro, no México, também gravou um vídeo para falar sobre os riscos.
“As crianças e muitos adultos não têm consciência da gravidade das coisas. Não sabem que se uma pessoa cai e bate a nuca, pode ser fatal. Se cai de frente, pode quebrar o nariz, os dentes”, disse.
Alguns vídeos e relatos apontam que o desafio já chegou ao Brasil e é fundamental alertar pais e crianças para o risco da falsa brincadeira.
Postado por Paulo Marques
Fonte: RS Agora