Ouça agora

ALVORADA MUSICAL

com PAULO MARQUES

Polícia

Juiz explica decisão de manter Ronaldinho e Assis presos: Não podemos correr o risco de fuga

  • 10/03/2020 - 19:46
Juiz explica decisão de manter Ronaldinho e Assis presos: Não podemos correr o risco de fuga
Juiz Gustavo Amarilla (C) foi o responsável pela decisão - Eduardo Gabardo / Agencia RBS
A Justiça do Paraguai decidiu, na manhã desta terça-feira (10) manter Ronaldinho e seu irmão, Roberto de Assis Moreira, presos na Agrupación Especializada da Polícia Nacional, em Assunção, enquanto o caso é investigado. O juiz Gustavo Amarilla é o responsável pela decisão. Em uma concorrida entrevista coletiva, em um corredor do Palacio da Justiça, ele explicou os motivos da sentença.
— A decisão é manter a medida  cautelar de prisão na Agrupación Especializada, com livre comunicação com seus advogados. Esta manutenção é porque estamos tratando de um assunto que tem menos de uma semana. Esta causa tem grande magnitude. Vão aparecendo novos elementos, sobre cumplicidade ou autoria de funcionários públicos e empresários em relação a presença dos dois brasileiros aqui no nosso país — afirmou.
Amarilla destacou a responsabilidade com que o caso é tratado, além dos cuidados tomados para dar prosseguimento à busca de informações sobre o ocorrido.
—Eu reconheço que o uso de documento público falso poderia oferecer uma medida menos grave, mas também é uma responsabilidade minha e do poder judicial.  Não podemos correr o risco de essa investigação acabar por causa de uma fuga ou de uma saída do Paraguai. A liberdade de Ronaldinho poderia significar obstrução da investigação ou fuga. Como ficaria se Juán ou Pedro, mas neste caso Ronaldo e Roberto, pedissem asilo ou refúgio em sua embaixada? — indagou.
Após o recurso pedindo transferência para prisão domiciliar ser negada, a defesa de Ronaldinho, liderada pelo gaúcho Sérgio Queiroz, está traçando uma nova estratégia de defesa, possivelmente com um recurso em segunda instância.
Postado por Paulo Marques
Fonte: Ga