Horário sem programação!

Esportes

Inter perde para o Flamengo e deixa liderança a uma rodada do fim do Brasileirão

Edenilson abriu o placar, mas Arrascaeta e Gabigol viraram para os cariocas no Maracanã

  • 21/02/2021 - 18:17
Inter perde para o Flamengo e deixa liderança a uma rodada do fim do Brasileirão
Jefferson Botega / Agencia RBS

Inter sofreu um duro golpe na busca pelo título do Brasileirão. Com um jogador a menos durante todo o segundo tempo — já que Rodinei foi expulso —, o Colorado foi derrotado por 2 a 1 pelo Flamengo, na tarde deste domingo (21), no Maracanã. Edenilson abriu o marcador, de pênalti, mas Arrascaeta e Gabigol construíram a virada dos mandantes.

Além de custar a liderança, o resultado faz com que os comandados de Abel Braga cheguem à última rodada sem depender apenas de si para serem campeões. Assim, será preciso vencer o Corinthians na próxima quinta-feira, no Beira-Rio, e torcer para que os cariocas tropecem no São Paulo, no Morumbi.

Para encarar este duelo decisivo no Rio de Janeiro, os dois treinadores tiveram de buscar alternativas no elenco para compor as suas defesas. Do lado gaúcho, Zé Gabriel recebeu a missão de substituir o suspenso Víctor Cuesta. Já o lateral Rodinei, graças à doação de R$ 1 milhão feita por um agropecuarista do Mato Grosso, pôde ter sua multa paga e a escalação confirmada. Mas foi a escolha de Rogério Ceni que chamou a atenção para si.

Sem poder contar com Willian Arão, que fraturou um dedo do pé direito em acidente doméstico, o ex-goleiro apostou em Gustavo Henrique. E, com apenas nove minutos, o zagueiro puxou a camisa de Yuri Alberto dentro da área: pênalti. Coube a Edenilson acertar o ângulo esquerdo do goleiro Hugo, abrindo o placar: 1 a 0 para o Inter.

A estratégia de Abel estava muito bem definida: linhas de marcação baixas e lançamentos para contra-ataques. Foi assim que Yuri Alberto acabou acionado outra vez e, pressionado pelo marcador, bateu torto e para fora.

O resultado era péssimo para os donos da casa, que passaram a rondar a área gaúcha cada vez mais. Com trocas rápidas de passes, foram encontrando brechas na barricada colorada e, inclusive, reclamaram penalidades. De tanto pressionar, chegaram ao empate. Aos 28 minutos, em jogada individual de Bruno Henrique em cima de Rodinei, o atacante rolou a bola para trás, de onde vinha Arrascaeta. O uruguaio bateu rasteiro, no canto de Marcelo Lomba: 1 a 1.

O gol fez os mandantes reduzirem o ritmo, e foi aí que o Inter tratou de avançar no campo de batalha. Na melhor das oportunidades, Rodinei invadiu a área e desferiu potente arremate na trave de Hugo. Mas o lateral seria um protagonista negativo após o intervalo.

Logo no primeiro minuto, o atleta colorado pisou no tornozelo de Filipe Luís em disputa de bola. O árbitro Raphael Claus foi chamado ao VAR e, após consultar as imagens, apresentou cartão vermelho para Rodinei. A expulsão fez os dois treinadores olharem para o banco de reservas. Abel Braga colocou Heitor na vaga de Praxedes, enquanto Ceni tirou o lateral Isla para a entrada do centroavante Pedro.

Em vantagem numérica, os flamenguistas se jogaram ao ataque. Em sua primeira participação, Pedro aparou cruzamento de Bruno Henrique, acertando a trave de Lomba. A resposta colorada não tardou. Após arrancada de Patrick, Caio Vidal recebeu dentro da área, mas carimbou o marcador na hora de finalizar. 

Aos 17 minutos, o banho de água fria. Em bola roubada no seu campo de defesa, o Rubro-Negro partiu em velocidade e, em passe açucarado de Arrascaeta para Gabigol, não houve perdão. Estava consumada a virada do Flamengo.

Inconformado com a derrota, Abel acionou o goleador Thiago Galhardo e se jogou ao ataque. Com mais espaços, os cariocas chegaram às redes novamente. Porém, Pedro estava em posição irregular. Nos acréscimos, o centroavante ainda teria um gol anulado após cometer falta em Lucas Ribeiro. Mas não foi o bastante para que os colorados esboçassem um sorriso. A uma rodada do fim do campeonato, a liderança havia escapado das mãos.

Brasileirão — 37ª rodada — 21/2/2021

FLAMENGO (2)
Hugo; Isla (Pedro, 7'/2ºT), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio (Natan, 12'/2ºT) e Filipe Luís; Diego (João Gomes, 12'/2ºT), Gerson, Everton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique; Gabigol (João Lucas, 20'/2ºT).
Técnico: Rogério Ceni.

INTER (1)
Marcelo Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Lucas Ribeiro e Moisés; Rodrigo Dourado (Johnny, 35'/2ºT); Edenilson, Praxedes (Heitor, 7'/2ºT), Caio Vidal (Thiago Galhardo, 22'/2ºT) e Patrick (Maurício, 35'/2ºT); Yuri Alberto (Peglow, 35'/2ºT).
Técnico: Abel Braga.

Gols: Edenilson (I), aos 11 minutos, Arrascaeta (F), aos 28 minutos do primeiro tempo; Gabigol (F), aos 17 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Diego, João Gomes, Natan e Pedro (F)
Cartão vermelho: Rodinei (I)

Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Neuza Inês Back. VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (quarteto paulista).
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro.

Próximo jogo
Quinta-feira, 25/2 — 21h30min
Inter x Corinthians
Beira-Rio – Brasileirão (38ª rodada)

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH