Ouça agora

VOZ DO BRASIL

Esportes

Com gol de Borja, Grêmio vence o Flamengo pelo Brasileirão

No palco da eliminação na Copa do Brasil, Tricolor marcou na primeira etapa, segurou o placar no segundo tempo e agora está a um ponto de deixar a zona de rebaixamento

  • 19/09/2021 - 22:46
Com gol de Borja, Grêmio vence o Flamengo pelo Brasileirão
Marcelo Cortes / Flamengo/Divulgação

O Grêmio tirou as lições das derrotas na Copa do Brasil e soube armar uma armadilha para não apenas parar, mas superar o Flamengo  no Maracanã. Na noite deste domingo (19), o técnico Luiz Felipe Scolari teve sucesso em sua estratégia defensiva e o Tricolor contou com um gol de Borja para bater o Rubro-Negro por 1 a 0.

Com o resultado, o Grêmio subiu para a 17º posição e está a um degrau de deixar a zona de rebaixamento. O Tricolor tem 22 pontos, apenas um a menos que o Juventude, que aparece em 16º.  O próximo voltará a campo no próximo no domingo (26), novamente fora de casa, para enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Felipão repetiu a ideia do confronto de Copa do Brasil e escalou o Grêmio novamente com três volantes no Maracanã. Villasanti teve as companhias de Lucas Silva e Thiago Santos no centro do campo. Na defesa, uma surpresa: Rodrigues foi escalado ao lado de Ruan com Kannemann ficando no banco de reservas. O ataque teve o retorno do trio Alisson, Ferreira e Borja. 

Como havia acontecido partidas anteriores, o Grêmio conseguiu controlar o Flamengo nos primeiros minutos. Com uma marcação forte no meio-campo e compactação entre os setores, o Tricolor soube tirar espaços dos principais jogadores cariocas. Para atacar, a aposta era em forçar pelos lados do campo. Ferreira era opção de velocidade pela esquerda enquanto as passagens de Vanderson foram as armas pela direita. 

Saiu dos pés de Vanderson a primeira jogada gremista. Ele cruzou para Borja e Rodrigo Caio acabou tirando antes de Diego Alves. O Flamengo até entrou na área gremista aos 9, mas Gabigol pegou mal na bola e ela ficou para Gabriel Chapecó.

A resposta gremista veio com chute cruzado de Vanderson, que passou perto. Logo depois, Villasanti também arriscou, a bola desviou e ficou fácil para Diego Alves fazer a defesa.

Os mandantes só conseguiram levar perigo a Gabriel Chapecó depois dos 30 minutos. Aos 31, após uma boa jogada de Andreas Pereira, a bola sobrou limpa para Everton Ribeiro na entrada da área. A sorte do Grêmio foi que ela caiu no pé direito do camisa 7, que isolou. Na sequência, Chapecó apareceu duas vezes. Primeiro para defender chute de Vitinho com a mão trocada e depois para espalmar em cabeçada de Léo Pereira.

Se tinha uma diferença para o jogo da última quarta-feira era a que a partida deste domingo estava mais calma. Estava até aos 40 minutos, quando Borja e Rodrigo Caio se estranharam após entrada dura do zagueiro rubro-negro pelo alto. Por reclamação, o colombiano levou amarelo. Eles seguiram trocando empurrões a cada disputa, mas o camisa 9 gremista resolveu responder no campo. Aos 48, Miguel Borja recebeu cruzamento de Ferreira na medida e subiu entre Léo Pereira e Renê para testar para o fundo das redes: 1 a 0.

O apito do final da primeira etapa veio com confusão, que começou com uma discussão entre Borja e Gabigol no gramado e seguiu no caminho até os vestiários envolvendo mais jogadores, inclusive com Renato Portaluppi tendo que intervir para ajudar a acalmar os ânimos.

Na volta do segundo tempo, o Grêmio teve logo um problema. Gabriel Chapecó se chocou com Ruan em uma saída de gol aos 2 minutos e precisou ser substituído. Depois de cinco minutos de atendimento a Chapecó no gramado, Breno entrou para defender a meta gremista. A partida seguiu com poucas ações defensivas, o que levou o técnico Renato Portaluppi a tentar mudar o cenário com duas trocas aos 19. Pedro e Bruno Henrique entraram por Everton Ribeiro e Vitinho, de atuações apagadas.

O Flamengo passou a ter quatro atacantes de origem em campo, mas seguiu com pouca capacidade para furar a linha defensiva do Grêmio, que ainda tinha vantagem no meio-campo conseguindo deixar a bola longe de Brenno. O goleiro gremista fez apenas intervenções. 

Renato tentou buscar soluções no banco novamente com troca dupla: Matheuzinho e Kenedy por Isla e Michael. Felipão fez as primeiras trocas na linha aos 36, e foram três ao mesmo tempo. Cortez, Léo Pereira e Mateus Sarará entraram por Rafinha, Ferreira e Lucas Silva.

As mudanças de Felipão deram fôlego novo para ajudar o time a segurar o resultado. O jogo foi até os 57 minutos, mas nem os 12 de acréscimos serviram para causar algum temor aos gremistas. Pelo contrário, o Tricolor que teve a chance de marcar balançar as redes com um pênalti que acabou desperdiçado por Borja. A cobrança perdida, porém, não fez falta. O gol marcado pelo colombiano no primeiro tempo foi suficiente para garantir uma vitória importante na luta do Grêmio para sair da zona de rebaixamento.

Postado por Paulo Marques

Fonte: GZH